Indoor wash

 


                       






Cães com cara de humano.
Cães a esfolarem outros cães, carne viva nos teus olhos.
Raiva, cansaço, desconforto e de repente já estás no meio da confusão.
Pele das sobrancelhas, pelos na língua, a tua mão não tem vontade de sentir os meus pelos rijos pelo tempo.
A tua boca não tem vontade de falar com a minha.
E eu só queria adormecer ao lado da raiva.
Depois, vieram os pássaros da manhã e eu estava seca.
Muito seca.
Os pássaros também têm orgasmos.
Não me apeteceu disfarçar esse desconforto. Nem fazer gestos teatrais.
Que sensação tão estranha. Só uma sensação estranha, distante.
O que tens a morrer dentro de ti?
O tempo para além da nossa morte, ainda será tempo?
Congelado e deformado.
Quero abrir um buraco na areia e plantar-me de novo.
Acabou-se-me o espaço.